Construção Inteligente

ISBN 978-989-8573-09-4
Edição DraftBooks
Ano 2017
Idioma Português
Número de Páginas 168
Dimensão 16x22,5cm

Sobre o livro

“O livro que aqui se apresenta reúne uma série de textos publicados em diferentes contextos, em diferentes ocasiões e para diferentes públicos e, talvez por isso, com registos e abordagens distintas. Porém, mais do que a procura de uma linha de convergência sempre redutora e pouco coerente com a diversidade e com a catadupa de solicitações que a atualidade nos bombardeia, importou sobretudo dar corpo a essa diversidade que a ideia de construir para habitar nos oferece. Agora, mais do que nunca, o esforço de organização residiu na procura de reunir algumas ideias à volta da problemática da construção em Arquitetura, das suas diferentes expressões em muitas obras, em muitos autores e em muitos processos de entendimento do que é a arquitetura e a própria construção na contemporaneidade. O paradigma da construção e do projeto para construção alterou-se significativamente nos últimos anos. Pela velocidade de processamento que a atualidade nos impõe, parece não existirem dúvidas quanto à necessidade de falarmos de anos e não de décadas – como outrora falaríamos – como o tempo necessário para as súbitas alterações de conceitos, processos, gostos, necessidades, exigências, modos de fazer, projetar ou de construir os espaços para a nossa existência. Também os valores, os princípios e as consciências coletivas parecem agora, mais do que nunca, matéria volátil e, por conseguinte, um território pouco estável onde a Arquitetura tem dificuldades em se instalar e crescer. A construção é ainda hoje uma base essencial para o projeto e apresenta-se como o território onde a arquitetura se realiza, sendo, deste modo, talvez ainda o campo onde verdadeiramente melhor é compreendida. Saber construir passa necessariamente por saber experimentar, por aceitar a experiência como um processo de aprendizagem permanente. Uma experiência que se pretende também coletiva, capaz de informar o projeto e o próprio processo de o realizar. Método e razão para compreender e criar a emoção que a verdadeira Arquitetura oferece hoje e sempre… ad eternum. Pensar neste processo de experiencia é agora pensar digitalmente e utilizar os novos métodos e ferramentas disponíveis para a procura de uma construção mais eficaz, assertiva, sustentável e, por isso, mais inteligente. E neste processo crescente de experimentação e de avaliação permanente há novas competências e exigências para o novo Arquiteto a quem estes textos de algum modo pretendem tocar, estimular e, se possível, inquietar.”